sábado, 2 de abril de 2016

Bispos da Índia pedem que governo mantenha buscas a padre Tom

Em sua carta do dia 28 de março, os bispos se dirigiram ao ministro das Relações Exteriores da Índia, Sushma Swaraj

Da redação, com ACI Digital
A Conferência Episcopal da Índia enviou uma carta ao governo desse país para exortá-lo a manter seus esforços a fim de encontrar o padre Tom Uzhunnalil e conseguir sua rápida libertação dos terroristas muçulmanos que o sequestraram no dia 4 de março em Áden (Iêmen), depois do ataque que cometeram no convento das Missionárias da Caridade, quando assassinaram quatro religiosas e doze voluntários.
Em sua carta do dia 28 de março, os bispos se dirigiram ao ministro das Relações Exteriores da Índia, Sushma Swaraj, e mencionaram também os rumores difundidos em meios de comunicação e redes sociais acerca de uma suposta crucificação do padre Tom na Sexta-feira Santa.
Os Bispos assinalaram que a circulação destas “notícias espantosas”, tanto dentro como fora do país, é algo que “nos incomoda”, gera “angústia aos familiares” e preocupação em todo mundo.
Deste modo, indicaram que será para “o melhor interesse de nosso país, intensificar os esforços para verificar a veracidade deste alarmante rumor”.
O Episcopado recordou os anteriores esforços do governo para conseguir a libertação do cidadão sequestrado por terroristas. Nesse sentido, em sua carta, recordaram que quando souberam que o sacerdote salesiano havia sido sequestrado, entraram em contato com as autoridades indianas para solicitar “sua intervenção urgente a fim de garantir a segurança do padre Tom”.
Desde então, estão em contato permanente com o governo indiano e agradecem os esforços realizados. Entretanto, ainda não há “uma resposta definitiva” sobre o paradeiro do sacerdote e da motivação dos sequestradores.
“Não deixe de fazer tudo o que for possível por garantir a segurança e a pronta liberação do padre Tom das mãos de seus sequestradores”, exortaram ao ministro.
Do mesmo modo, assinalaram que o Vaticano também realizou esforços diplomáticos para conseguir a libertação do sacerdote.
Na semana passada, o porta-voz da Inspetoria Salesiana da Índia em Bangalore, padre Mathew Valarkot, pediu que parem com essa “enganosa” difusão de rumores sobre a vida do padre Tom Uzhunnalil.
Em declarações divulgadas pela Agência de Informações Salesiana, advertiu que as difusões de rumores sem fundamento somente gera preocupação entre os irmãos e parentes do sacerdote.
Recordou que o Vigário Apostólico da Arábia do Sul, Dom Paul Hinder, “que é nossa primeira fonte de informação”, assinalou que possui fortes indicações de que o sacerdote segue vivo “e não há nenhuma razão para crer o contrário”.
Fonte:http://noticias.cancaonova.com/bispos-da-india-pedem-que-governo-mantenha-buscas-a-padre-tom/

Nenhum comentário :

Postar um comentário