quinta-feira, 21 de julho de 2016

Aprenda a lidar com a irritação

A irritação pode se tornar um veneno para alma
Eu quero salientar dois trechos opostos, mas que trazem uma forte lição para nós. 
Eu penso ser isso o que o Senhor está querendo nos dizer. Por um lado, aquilo que Jesus 
leu no livro do profeta Isaías, na Sinagoga de Nazaré: “O Espírito do Senhor repousa sobre
mim”(Isaías 61). Eu digo sempre que essa palavra repousar é o mesmo usado no começo 
da Bíblia, no livro do Gênesis: “O Espírito Santo pairava sobre o caos”. 
Tudo era um caos no começo da Bíblia, mas o Espírito pairava sobre ele. Daquilo que era 
caos, produziu-se a beleza, a ordem e a vida.
“Se alguém disser que ama a Deus, mas odeia seu irmão, é mentiroso.
Porque aquele que não ama seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, 
a quem não vê” (1 João 4,20). Se você, que ama Deus e o serve, se é um consagrado,
mas odeia o seu irmão, então você é um mentiroso. Eu diria: bem feito para você, porque,
no fundo, merece essa palavra.
Você se irrita com as pessoas, até mesmo com aquelas que convivem com você. 
E quem de nós está isento de ter pessoas que façam coisas que nos irritam?
Francamente, há muitas coisas que nos irritam, e muitas pessoas também. Então, 
começamos a “chocar” esses “ovinhos de irritação”, e logo vem o ódio.
Estou alertando você: o amor atrai e uni, mas a irritação é o inverso.
Você não quer saber daquela pessoa, mesmo que seja o seu pai ou seu filho,
porque ela o irrita.
Por que os filhos, muitas vezes, são revoltados com os pais? De onde vem essa revolta? 
Vem dessas irritações. Falo também aos filhos e a nós mesmos, que também tivemos pai 
e mãe. Talvez, você tenha pais que já faleceram, mas fica cultivando a decepção com 
aquilo que eles lhe disseram. Quem de nós nunca se desapontou com o pai e a mãe? 
Infelizmente, muitos de nós têm, ou tivemos, pais e mães irresponsáveis, brutos; pai que 
bebia e jogava, que torrava todo o dinheiro da família; pai infiel, que se prostituía.
Eu sei que a decepção dói, e aquilo que o pai e mãe fizeram feriram muito você.
Minha filha, meu filho, não cultive esse sentimento ruim que nasceu em você. 
Esse sentimento é “ovo de serpente” e vai envenená-lo, vai envenenar cada vez mais
o seu relacionamento com o seu pai e sua mãe.
Estão vendo, pais? Percebem como seus filhos são revoltados? Talvez, por coisinhas
que vocês fizeram, irritaram os seus filhos. Pode ser que você não tenha sido irresponsável 
nem bruto, mas quem de nós não faz coisas que não agradam às pessoas, principalmente 
aos adolescentes!
Há também os adolescentes que são “aborrecentes”, que se aborrecem com qualquer coisa.
Os filhos cultivam este sentimento, porque os pais não lhes dão a liberdade que 
querem ou não os deixam estar com os amigos; e isso faz nascer um sentimento ruim 
dentro deles.
O que eu falei de pai e filho, agora vou falar de marido e mulher. Qual marido e qual esposa 
não se decepcionam? E se vocês ficam cultivando coisas que foram falando anos atrás,
estão cultivando “ovo de cobra”. Hoje, já não é nem mais uma cobra, mas uma serpente
que está na cama junto de vocês. E, sem perceber, até já se acostumaram com ela.
Na Carta aos Efésios, 4,26-27: “Mesmo em cólera, não pequeis. Não se ponha o sol 
sobre o vosso ressentimento. Não deis lugar ao demônio”.
Há coisas que mexem conosco e nos encolerizam. São Paulo, por exemplo, era muito 
colérico. Você talvez seja colérico, mas se permanecer com esse sentimento, já está 
dormindo com “ovo de cobra”.
É o momento de criar juízo e se pautar na Palavra de Deus, não na do mundo. 
O pecado original, que está em nós, é um ninho muito bem preparado e aquecido, como
chocadeiras elétricas, que dá o calor suficiente para chocar os ovos. Todos nós somos
assim, se não tomarmos cuidado, logo estaremos chocando “ovinho de cobra”
no meio de nós. Por isso, precisamos combater esse mal; precisamos amar e lutar 
contra essa serpente. Não queira criar serpentes e cobras na sua vida.

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib
Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.
Pregação: ‘O sentimento do adolescente’, de monsenhor Jonas Abib, em 6 de janeiro 
de 2005.

Fonte:http://padrejonas.cancaonova.com/informativos/artigos/aprenda-a-lidar-com-a-irritacao/

Nenhum comentário :

Postar um comentário