quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Papa na Audiência: fraternidade, sinal da JMJ


Quarta-feira, 3 de agosto, audiência geral com o Papa na Sala Paulo VI. Neste reinício das audiências com o Santo Padre, após a pausa do mês de julho, Francisco falou sobre a sua Viagem Apostólica à Polónia que decorreu de 27 a 31 de julho.
Segundo o Papa o motivo principal da sua recente Viagem Apostólica foi a celebração da Jornada Mundial da Juventude, que ofereceu um sinal de fraternidade e de paz à Polónia, à Europa e ao mundo.
Francisco referiu que em Cracóvia os jovens deram resposta aos desafios de hoje, mandando um sinal de esperança; “e este sinal chama-se fraternidade”.
Uma imagem emblemática da JMJ – disse o Papa – foi a vastidão multicolor de bandeiras esvoaçando ao vento pelas mãos dos jovens, vendo lado a lado estandartes até de povos em conflito: na JMJ, as bandeiras das nações tornam-se mais belas; de certo modo «purificam-se» - afirmou.
Com os jovens, deixamo-nos conquistar, envolver e habitar pela misericórdia de Deus, comprometendo-nos a fazê-la frutificar em obras espirituais e corporais a favor de nossos irmãos e irmãs carentes e atribulados. “Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” – declarou o Santo Padre.
Francisco recordou também a sua visita ao Santuário de Częstochowa tendo afirmado que “a Polónia recorda a toda a Europa que não pode haver futuro para o continente sem os seus valores fundantes, os quais por sua vez têm no centro a visão cristã do homem. Entre estes valores está a misericórdia da qual foram especiais apóstolos dois grandes filhos da terra polaca: santa Faustina Kowalska e S. João Paulo II”.
Na visita ao campo de extermínio de Auschwitz–Birkenau, o Santo Padre afirmou ter sentido a misericórdia de Deus que algumas pessoas santas souberam levar mesmo àquele abismo. “Naquele grande silêncio, rezei por todas as vítimas da violência e da guerra e compreendi melhor o valor da memória, não só como recordação do passado, mas também e sobretudo com advertência para o presente e o futuro a fim de que a semente do ódio e da violência não germine e lance raízes nos sulcos da história. Mas germine a misericórdia no coração da humanidade inteira” – disse o Papa.
O Papa Francisco saudou também os peregrinos de língua portuguesa:
“Saúdo cordialmente os peregrinos de língua portuguesa, em particular os fiéis do Rio de Janeiro e as Irmãs de Santa Marcelina, desejando-vos o dom daquele olhar de Nossa Senhora que tive pousado sobre mim em Częstochowa: Ela conforta todos aqueles que estão na provação e mantém aberto o horizonte da esperança. Enquanto vos entrego, a vós e às vossas famílias à sua proteção, invoco sobre todos a Bênção de Deus.”
No final da audiência geral destaque para uma mensagem do Papa dirigida ao povo brasileiro por ocasião das Olimpíadas do Rio de Janeiro:
“Queria agora dirigir uma saudação afetuosa ao povo brasileiro, em particular à cidade do Rio de Janeiro, que acolhe atletas e torcedores do mundo inteiro por ocasião das Olimpíadas. Diante de um mundo que está sedento de paz, tolerância e reconciliação, faço votos de que o espírito dos Jogos Olímpicos possa inspirar a todos, participantes e espectadores, a combater o bom combate e a terminar juntos a corrida (cf. 2 Tm 4, 7-8), almejando alcançar como prêmio não uma medalha, mas algo muito mais valioso: a realização de uma civilização onde reine a solidariedade, fundada no reconhecimento de que todos somos membros de uma única família humana, independentemente das diferenças de cultura, cor da pele ou religião. E aos brasileiros, que com sua característica alegria e hospitalidade organizam a Festa do Esporte, desejo que esta seja uma oportunidade para superar os momentos difíceis e comprometer-se a “trabalhar em equipe” para a construção de um país mais justo e mais seguro, apostando num futuro cheio de esperança e alegria! Que Deus abençoe a todos!”
O Papa Francisco a todos deu a sua benção!
(RS)
Fonte:http://pt.radiovaticana.va/news/2016/08/03/papa_na_audi%C3%AAncia_fraternidade,_sinal_da_jmj/1249025

Nenhum comentário :

Postar um comentário