segunda-feira, 3 de abril de 2017

O Senhor faça sentir a cada um o seu apoio - Papa à população de Mirandola


Depois de Carpi, o Papa transferiu-se à tarde de carro para Mirandola, onde visitou a Catedral danificada pelo terramoto e à população reunida na praça em frente, dirigiu palavras de afecto à, e através dela, saudou todas populações doutras localidades atingidas duramente pelo terramoto de há cinco anos atrás e cujas consequências  - disse - são ainda visíveis.
Francisco recordou que o Papa Bento XVI visitou essa região poucas semanas depois daquele triste evento, e disse que tal como o seu predecessor também ele quis estar hoje no meio deles para lhes confirmar o afecto da Igreja e para dar testemunho a cada um da sua proximidade e encorajamento na caminhada da reconstrução. O Papa saudou as autoridades civis e religiosas e voltou a exprimir o seu apreço pelo Corpo de Protecção Civil, pelos voluntários e todos quantos estão empenhados nas actividades que visam a retomada da vida comunitária.
O Papa deteve-se depois sobre as feridas ao património humano, cultural e religioso, provocadas pelo terramoto, às terras de Mirandola. Francisco pôs em realce as feridas interiores para dizer que souberam, contudo, enfrentar a situação já desde o início com dignidade, espírito evangélico e empreendedor.
E exprimiu o desejo de que esta força de ânimo, a esperança e as dotes de laboriosidade nunca faltem e que se continue a recuperar também os lugares de memória histórica, indispensáveis para a vida social e eclesial.
“Estou certo de que não faltará boa vontade da parte de todos os protagonistas envolvidos, a fim de que seja assegurada a rápida realização destes trabalhos, para o bem comum” .
E rezou pelas vítimas do terramoto com estas palavras:
Perante a vossa Catedral, lugar símbolo da fé e da tradição deste território e gravemente danificada pelo sismo, elevo convosco ao Senhor uma fervente oração pelas vítimas do terramoto, pelos seus familiares e por quantos ainda vivem em situação de precariedade. O Senhor faça sentir a cada um o seus apoio” .
Depois na zona adjacente à Paróquia de São Tiago Roncole di Mirando, fortemente afectada pelo terramoto, o Papa fez uma homenagem floreal junto do Monumento que recorda as vítimas do sismo.
A seguir o Papa despediu-se e regresso ao Vaticano no fim do dia. 
Fonte:http://pt.radiovaticana.va/news/2017/04/02/o_senhor_fa%C3%A7a_sentir_a_cada_um_oeu_apoio_-_papa_em_mirandola/1302992

Nenhum comentário :

Postar um comentário