domingo, 30 de julho de 2017

A oração do Papa ao pequeno Charlie



Cidade do Vaticano (RV) - “Confio ao Pai o pequeno Charlie e rezo pelos seus pais e as pessoas que o amaram”: assim se manifestou o Papa Francisco no Twitter após o anúncio da morte do bebê inglês de 11 meses.
Os pais, Connie Yates e Chris Gard, comunicaram o falecimento com essas palavras: “O nosso esplêndido menino se foi. Estamos realmente orgulhosos de Charlie”.
A criança morreu após a interrupção da respiração artificial numa clínica de cuidados paliativos, para onde foi transferido por decisão do Tribunal. Já na segunda-feira, o Papa manifestou a sua solidariedade aos pais de Charlie Gard neste “momento de imenso sofrimento”. Os pais renunciaram ao seu pedido de levar a criança para os EUA e lamentam o tempo perdido em batalhas judiciais.
Os católicos ingleses
Por sua vez, o Presidente da Conferência Episcopal da Inglaterra e de Gales, Card. Vincent Nichols, Arcebispo de Westminster, declarou-se profundamente entristecido pela morte de Charlie Gard e manifesta a solidariedade de toda a comunidade católica aos pais. O Card. Nichols também agradeceu aos funcionários do Hospital "Great Ormond Street", que cuidou do bebê até a sua transferência, destacando o profissionalismo e a dedicação de médicos e enfermeiros.
Deus não desliga os aparelhos
Oração e solidariedade também foram expressos pelo Presidente da Pontifícia Academia para a Vida, Dom Vincenzo Paglia. O Arcebispo recordou a grandeza do Amor de Deus que não pode ser desligada de aparelhos. Este caso, acrescentou Dom Paglia, nos impulsiona a "promover uma cultura do acompanhamento" e a "dizer três grandes nãos: à eutanásia, ao abandono e ao excesso terapêutico a favor de grandes sins: ao acompanhamento, ao progresso da ciência e à terapia da dor".  
Fonte:http://br.radiovaticana.va/news/2017/07/29/a_ora%C3%A7%C3%A3o_do_papa_ao_pequeno_charlie/1327685

Nenhum comentário :

Postar um comentário